25 julho 2008

Anseios
(Luiz Mauro)

.
Se os teus e os meus olhos
Ainda falam de coisas puras
E nem todas as flores pereceram
No outono que dividiu nosso sonho
É porque nos queremos !
Se os teus e os meus olhos
Ainda sugerem um abraço terno
E tentam cada um o íntimo do outro
A cada possível e furtivo encontro,
É porque nos queremos !
Se os teus e os meus olhos
Ainda anseiam por um momento livre
Para poderem se olhar muito e muito,
De todas as maneiras e ângulos,
É porque nos queremos !
Se, pelos caminhos ocultos
Dos sonhos em madrugadas escuras,
Os teus e os meus olhos
Se buscam incessantemente,
É porque nos queremos !
Se nossas meninas dos olhos
Se enfeitam todas de azul
Sempre que lhes é permitido o encontro
É porque nos queremos !
E ... se nos queremos,
Façamos possíveis, amor,
Esses azuis a todo instante.
Que se derramem sobre nossos seres
E que venha logo esse Novo Dia
Que se promete tão cheio de sol.

Publicado no livro "Poesias em oração" - 1987

Links to this post:

Criar um link

<< Home