25 julho 2008

Meu envolvimento maior com a gaita de boca não vem de muito tempo. Tudo começou quando conheci Emílio Damasceno, exímio "gaitista", fundador do "Trio Harmônico". Daquela época até hoje, usamos as tardes de sábados para nossos encontros musicais, regados a violão, voz, gaita de boca, cafezinho, guaraná e bolachinhas. Aprendi com o Damasceno diversos macetes sobre este maravilhoso instrumento. Em dezembro de 2006 conheci Maurício Einhorn, harmonicista e compositor conhecido internacionalmente, num show que fez com Altamiro Carrilho no átrio do Banco Santander. Depois disso tratei de comprar gaitas em outras tonalidades. Agora já tenho quatro e já estou mais íntimo delas. - Vejam só, até já fui convidado (... e aceitei) para participar tocando gaita de boca numa das faixas do CD da cantora Yoli, na música "Ponto final" (ouvir).

Links to this post:

Criar um link

<< Home