21 abril 2006

Tenho uma afilhada, chamada Terezinha. Desde tenra idade ela morou com a gente (meus pais, minha irmã e eu, na rua Souza Reis). Eu, que sempre andava com o violão na mão, ensinei a ela uma música do Dorival Caymmi (Quando a gente é pequeninho ouve quadras a brincar, quando a gente fica grande ouve quadras a chorar. Como comove a lembrança de um tempo feliz, quando ouvimor cantar ... roda pião, bambeia o pião. O pião entrou na roda pião ...) – Era doce, ver aquele pedacinho de gente dançando, com o vestidinho seguro pelas pontas e cantando esta música. – Eu sempre via na Terezinha uma menina tristinha, com saudades da mãe, que não via todos os dias. Certa vez fiz uns versinhos e musiquei, pra ela ... - Diria que esta música está entre as minhas primeiras composições.
----- o0o -----

Canta menina triste
------------------------

Canta menina triste
Tua tristeza já vai passar
Canta menina triste
Que a mamãezinha já vai chegar
Sei que a saudade é ruim
Gente grande faz chorar
Mas tu não é gente grande
Vai cantando sem parar
Canta menina triste
Tua tristeza já vai passar
Canta menina triste
Que a mamãezinha já vai chegar
Canta, canta, canta
Vai cantando sem parar
Pois quando a gente é grande
Ouve quadras a chorar
Canta menina triste
Tua tristeza já vai passar
Canta menina triste
Que a mamãezinha já vai chegar

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home